Londres curiosa: um guia de fim de semana


Por Nick Curtis

Fotografia por Matt Richardson

Avançar para navegação

Junho, 2016

É sexta-feira à tarde e está prestes a aterrar em Londres. Já visitou as atrações, as lojas, os museus e os restaurantes mais conhecidos da capital em visitas anteriores e quer agora descobrir sítios novos. O nosso guia de 48 horas revela os recantos menos conhecidos da capital, com dicas para evitar multidões, e alternativas secretas aos locais habituais visitados pelos turistas, garantindo que terá um fim de semana em Londres verdadeiramente curioso.

sexta-feira

À noite - Faça a sua escapadinha

A British Airways opera voos diariamente a partir de todo o mundo para os três principais aeroportos de Londres: Heathrow, Gatwick e London City – o que lhe permitirá encontrar um horário de voo adequado aos seus planos.

Se voa para o aeroporto London City, desfrutará de espetaculares vistas aéreas da capital, especialmente da zona em potencial desenvolvimento a este da via do Tamisa. Faça check-in no Aloft Londonali perto, um hotel com estilo, a um preço razoável da cadeia do grupo W Hotel, com quartos tipo loft e situado ao lado do ExCel Centre com vista para a Royal Victoria Dock. Se prefere ficar mais perto do centro da cidade, mas ainda assim ficar junto da zona mais "hipster", recomendamos o Zetter Hotel na zona de Clerkenwell, muito em voga.

Descubra mais hotéis em Londres

Pegue nalgumas maçanetas antigas ou deslumbre-se com os mapas antigos enquanto degusta um gin tónico botânico no LASSCO Ropewalk.

  • Encontrará um espaço com grande estilo em Clerkenwell’s Zetter Hotel © Darren Chung

    Aventura em bicicleta

    O Zetter é onde os conhecedores ficam alojados quando visitam a capital. É um hotel boutique num armazém convertido e fica a uma curta distância a pé de restaurantes de primeira classe, numa zona votada ao design, Clerkenwell. Alugue algumas das bicicletas dobráveis do hotel para se deslocar na cidade.

    Reserve voos para Londres
  • O Centro Aquático de Londres no Parque Olímpico Elizabeth

    À conquista do ouro

    Por baixo do tecto curvado incrivelmente futurista do Centro Aquático de Londres (com design inspirado no movimento da água) concebido por Zaha Hadid para os Jogos Olímpicos de Londres de 2012, encontram-se duas piscinas olímpicas de 50 metros, pranchas, um ginásio e lugares para 2.800 espectadores.

    Reserve uma escapadinha urbana em Londres
  • Brick Lane’s Cereal Killer Café © Instagram/@livvflorence

    Super tigelas

    Escolha entre milhares de combinações de cereais no Cereal Killer Café: existem 30 tipos diferentes apenas de leite (sim, é verdade), 20 toppings e 120 cereais provenientes de todo o mundo, com nomes que nunca ouviu antes. Não se fique pelos cornflakes, aventure-se nos Apple Jacks, Trix ou mesmo nos cereais Royal Family.

    Coisas para fazer em Londres

Uma vez que já está na parte oriental, apanhe o metro ligeiro Docklands Light Railway para Rotherhithe e desfrute de uma cerveja no terraço sobre o rio do pub Mayflower – o mais antigo do Tamisa – cujo nome atual corresponde ao do navio que levou os Peregrinos da igreja adjacente até ao Novo Mundo. Desde aqui vai uma distância curta a pé até ao mercado gastronómico coberto, Hawker House onde poderá retemperar as suas forças e comer muito barato, desde barrigas de porco confitadas até camarões tigre. Se o tempo estiver bom, porque não terminar a noite com um copo no Midnight Apothecary, o bar-jardim situado sobre a entrada do túnel do Tamisa de Isambard Kingdom Brunel (também designado por o primeiro caminho para peões por baixo de um rio).

sábado

10:00 – Em busca de ouro

Depois de tomar o pequeno-almoço no hotel, dê um passeio desde o Tamisa até Bow Creek e ao rio Lea, e chegará ao Queen Elizabeth Olympic Park, onde decorreram os Jogos Olímpicos de Londres, em 2012, para nadar no Zaha Hadid’s Aquatic Centre. Depois de um mergulho refrescante, apanhe o autocarro 388 de Stratford para a Shoreditch High Street e saia na Pure Evil Gallery, pertencente a Charles Uzzell Edwards e por ele gerida, o segundo artista de rua britânico mais bem sucedido depois de Banksy. Os trabalhos originais de artistas talentosos e inovadores serão caros, mas impressões com a etiqueta do coelho vampiro da Pure Evil ou as celebridades a chorar têm preços razoáveis.

13:00 – Pausa para um bagel

Existem vários espaços onde poderá almoçar em Brick Lane. Entre no Brick Lane Beigel Bake, aberto 24 horas por dia, uma instituição londrina onde poderá desfrutar de bagels frescos e recheados por algumas libras. Ou continuando pela Brick Lane encontrará uma manifestação da cultura gastronómica de Londres, o Cereal Killer Café, onde os hipsters de Londes pagam £4,40 por uma tigela grande de American Froot Loops.

14:00 – Vida na alta roda

Passe a Ponte de Londres, não a confunda com a Tower Bridge, e descubra o Borough Market, o paraíso para apreciadores de comida com as suas bancas de mercado repletas de produtos artesanais. Quando estiver saciado(a), suba até ao topo do edifício mais alto da Europa ocidental e maravilhe-se com a sua vista sem paralelo de Londres a partir da Plataforma panorâmica do Shard, a uns estonteantes 243 metros acima da cidade.

  • Jantar nas alturas: Sushisamba

    Aprecie a vida lá de cima

    Não existem muitos sítios em Londres capazes de impressionar tanto pela comida como pela vista. Suba até ao 38º piso da Heron Tower num elevador que se desloca a uma velocidade capaz de deixar qualquer um nervoso e descubra um restaurante com uma cozinha japonesa-peruana-brasileira. Uma combinação improvável, mas deliciosa.

    Reserve voos para Londres

15:30 – Suba às alturas

Depois de passear vendo as roupas antigas, artigos para a casa e discos "vintage" no Spitalfields Market apanhe o elevador de vidro até ao 38º andar da Heron Tower para tomar um cocktail reconfortante, a meio da tarde, no bar do restaurante Sushisamba – prove o Coconut Seviche, uma mistura intrigante de yuzu cítrico e maracujá com gin de coco e licor de chocolate negro. Não é necessário reservar e mostrar a sua identificação como acontece no Sky Garden, no topo da 20 Fenchurch Street, também conhecido como "The Walkie-Talkie", mas tem de vestir-se formalmente e é dada preferência àqueles que vão jantar no restaurante.

19:30 – Devorador de cultura

O Teatro Nacional, o Old Vic e o Shakespeare's Globe estão todos ao seu alcance, assim como o Southwark Playhouse e o Menier Chocolate Factory, dois teatros excêntricos com bares sensação em antigas fábricas industriais, que nada deixam a desejar aos de maior renome no que se refere a elencos e obras inovadoras. The Menier é particularmente bom em termos musicais, entre cujas representações se destacam a recente reposição de "Funny Girl" e "Assasins", de Stephen Sondheim.

22:00 – Touca vintage

Para terminar o dia, beba uma bebida no LASSCO Ropewalk, um bar numa loja de antiguidades da Maltby Street, junto à London Bridge Station. O bar está decorado com descobertas únicas, todas a um preço razoável. Escolha puxadores de portas antigos ou maravilhe-se com mapas vintage enquanto beberica um gin tónico botânico.

  • Troque os teatros do West End pela Southwark Playhouse
  • Camarão tigre preto XXL sobre batatas fritas do Prawnography, na Hawker House © ScottGrummett

    Comida de rua

    Se é um banquete de comida de rua que procura, faça uma paragem na Hawker House. Rodeado de restaurantes elegantes e famosos, este armazém de fast-food refrescante em Canary Wharf reúne talentos em gastronomia inovadores para lhe oferecer um menu a um preço mais acessível.

    Reserve uma escapadinha urbana em Londres
  • Antiguidades na LASSCO Ropewalk © Instagram/@theseasonsatlassco

    O País das Maravilhas vintage

    Aberto de segunda-feira a sexta-feira (08:30-17:00); sábado (09:00-17:00); domingo (11:00-17:00). Estação de metro mais próxima: London Bridge ou Bermondsey.

    Reserve voos para Londres

domingo

11:00 – Pequeno-almoço de reis

Comece o dia tomando o pequeno-almoço num dos novos restaurantes topo de gama em King’s Cross, entre os quais, de gastronomia australiana, minimalista, o Granger and Co e o German Gymnasium, um restaurante remodelado que foi o primeiro ginásio da época vitoriana. Em seguida, beba uma cerveja em Queen’s Head, um encantador bar da velha guarda vitoriana que está sempre cheio de gente.

13:00 – Grelhados selvagens

Se pretende dormir até mais tarde, pode depois tomar um brunch no restaurante da moda, a churrasqueira Berber & Q , em Haggerston. Terá sorte se conseguir mesa neste local da moda, onde não se admite reservas à noite, mas que lançou recentemente um menu de brunch de que ainda pouca gente tem conhecimento – por enquanto. Opte pelo pequeno-almoço israelita (pão quente de pita, abacate, ovo cozido, queijo feta, azeitonas e molhos) – será sem dúvida um êxito no Instagram. Alternativamente, na porta ao lado, tem o Draughts, o primeiro café de jogos de mesa em Londres, onde poderá jogar Scrabble por baixo dos arcos da ferrovia.

15.00 – Brincadeiras de crianças

Rume a oeste passando pela talentosa Bethnal Green e entre no museu V&A Museum of Childhood, muito mais tranquilo e gerível do que os seus semelhantes de South Kensington. Tão adequado a crianças como a adultos, poderá ver aqui inúmeros brinquedos vintage e exposições nostálgicas. Escolha um ioiô ou um baralho de cartas ilustrado da loja. Existem presentes fantásticos e originais para a sua família e amigos.

17:00 – Muita cafeína

Se regressa de Heathrow ou Gatwick, pode ir até à cidade no metropolitano de Londres e tomar café antes de viajar, no Holborn Grind do hotel The Hoxton Holborn, a sucursal do centro londrino do hotel do moderno este de Londres inaugurado por Sinclair Beecham, co-fundador de Pret a Manger O bar de cocktails e cafetaria também prepara um Martini expresso se pretende algo mais forte antes de ir para o aeroporto para iniciar a sua viagem de regresso a casa.