Estâncias de esqui menos conhecidas da Europa


Ben Clatworthy para a revista The Club

Fotografia de Milos Jokic/Getty Images

Avançar para navegação

Outubro, 2016

As melhores estâncias de esqui do mundo podem atrair grandes multidões e praticar preços elevados. A alternativa? As estâncias satélite, ou seja, vilas na montanha mais pequenas associadas às principais estâncias, mas que oferecem um refúgio longe das multidões. Custam muito menos e também têm instalações fantásticas. Eis sete das melhores estâncias de esqui que a Europa tem para oferecer.

Vaujany, França

Ligações para: Alpe d’Huez

As grandes estâncias francesas podem vangloriar-se das pistas de esqui intermináveis e dos teleféricos eficientes, mas as multidões e a arquitetura muitas vezes desinteressante afastam muitas pessoas. Evite o Alpe d'Huez e aloje-se na pitoresca estância vizinha de Vaujany, ligada à zona principal por um enorme teleférico de dois andares. Beneficiará de uma grande rede de pistas durante o dia e de um ambiente de descontração à noite.

Como chegar: Vaujany fica a 55 km de Grenoble.

  • Esquiador nas pistas de Alpe-d’Huez, Vaujany © Ross Woodhall/Alamy

    A toda a velocidade

    As pistas de Vaujany são ideais para esquiadores principiantes e intermédios com 39 pistas verdes, 31 azuis 36 vermelhas.

    Reservar voos
  • Recompense-se após um dia nas pistas com uma raclette clássica de Savóia © @grubstreet/Instagram

    Onde comer

    Para descobrir a cozinha local no Le Tania, em Couchevals, procure La Ferme no final da pista Folyères. Raclette, fondue de queijo e fondue bourguignonne (carne de vaca cozinhada em óleo quente) fazem parte do menu.

    Faça uma reserva
  • A bonita cidade de Verbier © @ajgpalmer / Instagram

    Esquie gastando menos

    Reserve sete dias de aluguer de veículo, além dos voos de regresso de Londres para Genebra (onde pode ir de carro até Bruson em menos de duas horas).

    Reserve um fly-drive

Pragelato, Itália

Ligações para: Sestriere

Esta elegante estância italiana é a reluzente vizinha, bem mais económica, de Sestriere. A partir daqui, pode esquiar na extensa área da Via Láctea Franco-Italiana que inclui o popular Sauze d’Oulx. Pragelato pode ser pequeno, nas fica no coração da região de Piedmont, conhecida pela sua cozinha soberba.

Como chegar: Pragelato fica a 85 km de Turim.

La Tania, França

Ligações para: Courchevel, Les 3 Vallées

A estância La Tania foi construída para acolher os jornalistas durante os Jogos Olímpicos de Inverno de Albertville em 1992. Desde então transformou-se numa pequena mas movimentada estância ligada à elegante estância de Courchevel. Os esquiadores sobem em teleférico até à montanha, desde onde poderão apanhar uma telecadeira até Courchevel ou Méribel. A volta até ao principio da estação é um caminho ladeado de árvores muito agradável ao fim do dia.

Como chegar: La Tania fica a 125 km de Grenoble.

  • Teleféricos sobre as montanhas com neve de Megeve, França © Martial Colomb / Getty

    Regras nos teleféricos

    Lembre-se das três regras de ouro: não balouce o teleférico para o fazer oscilar, não atire neve com os esquis para as pessoas que estão mais em baixo e guarde o seu lixo até encontrar um caixote no topo da pista.

    Faça-se à pista

Samoëns, França

Ligações para: Flaine

Já se esquiava em Samoëns antes da Primeira Guerra Mundial, muito antes de se terem desenhado os projetos para a famosa estância de Flaine (que abriu em 1969). Muitos dos antigos edifícios de pedra - que são agora pequenas lojas de artesanato - foram conservados e os franceses descrevem Samoëns como um dos seus monumentos históricos. Esquiar aqui é épico: a partir da aldeia tem acesso à ampla área do Grand Massif, que consiste em cinco estâncias independentes.

Como chegar: Samoëns fica a 60 km de Genebra.

Com um conjunto elegante de edifícios e vários restaurantes e bares, St Christoph é um dos lugarejos mais pitorescos dos Alpes

St Christoph, Áustria

Ligações para: St Anton

Se busca adrenalina a praticar esqui sem ter de dançar pela noite a dentro depois de fazer esqui, opte pelo pequeno St Christoph. Com um conjunto elegante de edifícios e vários restaurantes e bares, St Christoph é um dos lugarejos mais pitorescos dos Alpes. Um teleférico de alta velocidade transporta-o até ao coração da área principal de esqui.

Como chegar: St Christoph fica a 120 km de Friedrichshafen.

Leogang, Áustria

Ligações para: Saalbach-Hinterglemm

Pode ouvir música pop europeia nas estâncias de Saalbach e Hinterglemm a partir do meio da tarde – e a festa dura até bastante tarde. Os bons esquiadores que preferem evitar o barulho podem ficar na pacatez de Leogang, de onde poderão apanhar os teleféricos logo de manhã e desfrutar das pistas vazias até à hora do almoço.

Como chegar: Leogang fica a 80 km de Salzburgo.

Bruson, Suíça

Ligações para: Verbier

Até ao inverno passado, quase ninguém tinha ouvido falar de Bruson, uma pequena aldeia perto de Verbier. Até que foi instalada uma telecabina ligando-a à vizinha Le Châble, a partir de onde pode aceder à área dos "4 Vallées". Bruson oferece algumas pistas de esqui pequenas, ideais para principiantes que podem depois prosseguir para a área principal.

Como chegar: Bruson fica a 140 km de Genebra.

outros links

Logótipo da British Airways.