Avançar para navegação

Utilizamos tecnologia biométrica em alguns dos nossos voos para acelerar a sua passagem no aeroporto, mas na maioria dos casos este é um processo voluntário e pode escolher não utilizá-lo.

A biometria ajuda a verificar a sua identidade sem verificar os seus documentos físicos em cada etapa da jornada. Tiramos uma fotografia sua em pontos de contato como o check-in, entrega de bagagem, segurança e embarque.

Em alguns casos, também podemos partilhar a sua biometria com as autoridades de seus países de partida e/ou destino para confirmar sua identidade.

 

Como posso utilizar a biometria?

Não é necessário inscrever-se no serviço antes de viajar. Sempre voar, terá uma nova oportunidade de utilizar a tecnologia biométrica e ser-lhe-á solicitada a sua autorização no momento, conforme detalhado abaixo.

No futuro, planeamos oferecer um serviço biométrico registado, que melhorará ainda mais sua experiência de viagem.

 

O uso da biometria é voluntário?

A menos que o uso da biométrica seja exigida por lei, a sua utilização da biometria é voluntária, sendo necessário o seu consentimento (ou, quando exigido pela lei aplicável, o seu consentimento explícito) para que possamos processar os seus dados.

Garante este consentimento sempre que passar pelos pontos de contato biométricos e pode remover o seu consentimento a qualquer momento.

Forneceremos sinalização para o informar sobre o uso da biometria nos primeiros e subsequentes pontos de contato.

Indicaremos se isto inclui partilhar a sua biometria com as autoridades dos países de partida e/ou destino para confirmar seu direito de viajar.

Pode usar os nossos pontos de contato não biométricos, se preferir.

 

Quando é que uso da biometria é obrigatório?

Em locais onde o uso da biometria seja exigido por lei, poderá ter de utilizar serviços de biometria para viajar.

  • Voos domésticos no Reino Unido e na "Zona Comum de Viagem"
    Alguns aeroportos onde operamos, por exemplo, London Heathrow e Manchester, usam a biometria em voos domésticos no Reino Unido e na Zona Comum de Viagem (Reino Unido, Irlanda, Ilha de Man e Ilhas do Canal), já que é um requisito legal se estes passageiros e os passageiros internacionais tiverem acesso às mesmas salas de embarque no aeroporto. O serviço de biometria é operado pelo aeroporto.
  • Voos internacionais fora do Reino Unido
    Em alguns locais fora do Reino Unido, o uso da identificação biométrica no aeroporto poderá ser obrigatória.
    Se estivermos a operar esse sistema biométrico, forneceremos informação sempre que isso acontecer.
    Se o sistema biométrico for operado pelo aeroporto ou pelas autoridades (ou ambos) nesse local, são as autoridades e o aeroporto que têm a responsabilidade de informá-lo da utilização da biometria de acordo com a lei local aplicável.

Com quem serão partilhados os meus dados biométricos?

Além de serem partilhados com os parceiros que fornecem a tecnologia e com os aeroportos que estão envolvidos na prestação dos serviços biométricos, os dados são partilhados da forma especificada em baixo:

  • Voos domésticos no Reino Unido e na "Zona Comum de Viagem"

    O serviço de biometria é operado pelo aeroporto e este partilha as informações com a Border Forcer (autoridade da fronteira britânica).
  • Voos do Reino Unido (incluindo através do Aeroporto de Shannon) para os EUA
    Esta utilização da biometria é atualmente voluntária. O terminal de marcação de ponto tira a sua fotografia e transfere-a para o programa de proteção de alfândegas e fronteiras (Customs and Border Protection) dos EUA que a utiliza para verificar a sua identidade. Saiba mais sobre como este processo decorre.

 

Que dados guardamos e durante quanto tempo?

Se utilizar o serviço de biometria, tiramos-lhe uma fotografia e extraímos os dados biométricos. Em seguida, fazemo-los corresponder com outra fotografia quando se apresenta noutro terminal de marcação de ponto.

Se utilizar terminais de marcação de ponto sem estar inscrito num serviço biométrico, eliminaremos a fotografia e os dados biométricos relacionados nas 48 horas seguintes à chegada programada do voo. Depois disso, guardamos os dados transacionais anonimizados relativamente ao seu uso do serviço, o que nos permitirá melhorar a tecnologia biométrica.

Em alguns casos, esse processo de extração e de correspondência é realizado por terceiros como nos voos para os EUA, onde o processo é executado pelo programa de proteção de alfândegas e fronteiras (Customs and Border Protection) dos EUA. Saiba mais sobre como este processo decorre e o período de tempo em que os dados são mantidos por terceiros.

 

Informações adicionais e dúvidas

Saiba como protegemos os seus dados na nossa Política de privacidade.

Se tiver alguma dúvida sobre o uso da biometria, contacte dpo@britishairways.com.