48 horas em Vancouver


Por Johanna Read, escritora residente em Vancouver

Fotografia de Wu Swee Ong/Getty Images

Avançar para navegação

Julho, 2017

Rodeada tanto pelo oceano quanto pelas montanhas, Vancouver é uma cidade vibrante que tem tudo – beleza natural, uma cena multicultural gastronómica muito interessante e muitas oportunidades para ver animais selvagens de perto. A escritora local Johanna Read partilha as suas dicas para uma visita de 48 horas `à maior cidade do Canadá.

Primeiro dia

Sinta-se em casa

O voo da British Airways de Londres para Vancouver chega mesmo antes da hora do jantar, o que significa que pode começar a sua aventura pelo Canadá assim que o avião pousar. Fuja do trânsito no SkyTrain para chegar à baixa de Vancouver, onde os hotéis ficam muito perto dos principais pontos turísticos da cidade. O Waterfront Pan Pacific Vancouver e o Fairmont Pacific Rim ficam localizados no centro da cidade e têm uma vista fantástica do Coal Harbour. O hotel boutique The Burrard fica muito perto de False Creek, uma baía que separa a baixa do resto da cidade.

O clima ameno da Colúmbia Britânica é ideal para plantar e cultivar alimentos e os chefs de Vancouver tiram partido desta enorme vantagem nos seus menus.

20h00 – Jante como um local

O clima ameno da Colúmbia Britânica é ideal para plantar e cultivar alimentos e os chefs de Vancouver tiram partido desta enorme vantagem nos seus menus. No Burdock & Co, localizado no famoso bairro de South Main, a chef e proprietária Andrea Carlson apresenta ingredientes de produtores locais nos seus pratos, como camarões selvagens (de maio a julho) ou cogumelos morchella com creme de queijo de cabra Camembert. Se não conseguir ir numa sexta-feira à noite, experimente o brunch ao fim de semana.

Procure voos para Vancouver

  • Fique hospedado numa das suites do Fairmont Pacific Rim.

    Conforto e sofisticação

    A empresa Fairmont de hotéis de luxo é conhecida mundialmente e está presente em 22 países. A sede é em Toronto, no Canadá.

    Reserve voos para Vancouver
  • Coma waffles com xarope de melaço no Café Medina. © Amy Ho.

    Sabia que...?

    São necessários 40 litros de seiva para fazer um litro de xarope de melaço e uma árvore está pronta para ser drenada quando atinge os 40 anos de idade.

    Reserve umas férias em Vancouver
  • Um dia na ilha de Granville © scotto72 / Getty.

    Centro histórico

    A cidade de Vancouver foi inicialmente chamada de Granville, mas o nome foi alterado em 1886. No entanto, o nome da ilha e de uma rua continua a ser o mesmo.

    reservar aluguer de veículo

23h00 – Laboratório de cocktails

Antes de encerrar o dia, passe pelo novo Botanist Cocktail Bar + Lab no Fairmont Pacific Rim, o primeiro e único bar de cocktails de Vancouver. Os cocktails criativos de Grant Sceney e David Wolowidnyk's estão divididos nas seguintes categorias: "flores e árvores", "frutas e vegetais", "frutos silvestres e uvas" e "ervas e especiarias". Experimente o Deep Cove, o nome de uma vila das redondezas, feito com Island Gin, espinheiro e algas azuis, servido, de forma artística, sobre um pedaço de madeira.

Segundo dia

09h30 – No céu

Entre o Oceano Pacífico e as Montanhas Costeiras, a melhor forma de conhecer Vancouver pela primeira vez é de cima. Reserve um passeio de hidroavião para ver as praias, montanhas, florestas e o mar com uma vista absolutamente panorâmica.

10h30 – Passeio na Seawall

Quando regressar a solo firme, veja de perto o que viu lá de cima num passeio pela Seawall, o percurso marítimo ininterrupto mais longo do mundo. O percurso de 22 quilómetros começa nas docas dos hidroaviões e contorna a cidade em direção a noroeste, ao longo do Stanley Park e False Creek. Fique atento ao mar: há garças azuis que pescam na região, é comum avistar focas e, dependendo da época do ano, as baleias nadam perto da Seawall.

11:30 – A vida no parque

Conheça o Stanley Park, um dos melhores parques urbanos do mundo. É um excelente lugar para alguns momentos de paz longe da agitação da cidade. A floresta tem vários abetos, cedros centenários e caminhos sinuosos que vão dar a Beaver Lake e Lost Lagoon. Se o tempo estiver bom, aproveite para relaxar nas praias com vista para a English Bay.

  • O passeio de hidroavião é perfeito para conhecer a cidade © franckreporter / Getty.

13h00 – Almoço com vista

Continue walking along the False Creek Seawall to Ancora Waterfront Dining and Patio. Open for lunch and dinner, the elegant restaurant serves up sustainable seafood choices. Drawing on Vancouver’s multicultural character, Ancora blends Peruvian and Japanese influences: start with wild sockeye salmon sushi and steelhead ceviche, and accompany your choice of fish with a side of togarashi-spiced Brussels sprouts.

14h30 – É hora de passear

Depois do almoço, embarque no Aquabus para explorar a região. Faça uma paragem na ilha de Granville para conhecer o mercado público, estúdios de artistas e boutiques e compre souvenirs no Edible Canada, como chocolates da marca Thomas Haas ou o xarope de melaço da marca Noble com um toque de bourbon.

19h30 – Jantar em Gastown

Depois de um breve descanso no hotel, passeie nas lojas e galerias de lojas em Gastown, o bairro mais antigo e muito hipster de Vancouver. Para jantar escolha o Shebeen Whisk(e)y House. Não se vai arrepender. Eleito um dos melhores bares de whiskey pelos prémios Irish Whiskey Awards em 2015, este restaurante é perfeito para provar criações da gastronomia do Canadá, como poutine (batatas fritas com queijo e molho de carne) acompanhado da sua bebida. Se o tempo estiver bom, peça uma mesa no jardim escondido do espaço.

  • Os cocktails são feitos à sua frente no Botanist Cocktail Bar.

    Bebidas criativas

    No Botanist Cocktail Bar and Lab a química é a verdadeira estrela. Aqui servem-se criações cintilantes, efervescentes e esfumaçantes que colocam os cocktails que aqui se fazem outro patamar de originalidade.

    Reserve voos para o Canadá
  • Conheça o caminho sinuoso de Seawall no Stanley Park © dan_prat / Getty.

    Passear

    O percurso de 28 quilómetros do Seaside Greenway é perfeito para explorar a cidade enquanto se contempla a vista muito perto do mar. Este é o percurso perto do mar sem interrupções mais longo do mundo.

    reservar aluguer de veículo
  • O excelente restaurante Burdock & Co. costuma ter filas.

    Momentos na natureza

    O restaurante Burdock & Co, na Main Street é um dos preferidos dos hipsters. Aqui alguns dos destaques são pratos pequenos biológicos como pesto de urtigas e caju com vinhos produzidos de forma sustentável.

    Encontre hotéis em Vancouver

Terceiro dia

08h00 – Pequeno-almoço de campeões

O Medina Café é uma verdadeira pérola no universo de brunch em Vancouver. Aqui são servidos pequenos-almoços feito com carinho com produtos locais, incluindo as waffles belgas (pode escolher a cobertura que quiser, como caramelo com sal ou pistáchio com chocolate branco) e pratos inspirados na gastronomia do Médio-Oriente, como Coca, um tipo de pão achatado com guisado de porco, queijo Sfoglia e puré de batata trufado.

10h00 – Entregue-se à arte

Discover the art of the Haida First Nation – fine wood and metal carvings and sculptures inspired by the ocean – and other local indigenous artwork at the Bill Reid Gallery of Northwest Coast Art. One of Canada’s greatest artists, Reid was a master carver, sculptor and goldsmith, as well as a writer and broadcaster. Keep an eye out for his immense bronze The Spirit of Haida Gwaii: The Jade Canoe at the airport.

11h00 – Natureza e ar livre

Em Vancouver, há muita coisa para fazer ao ar livre. A Ponte Suspensa de Capilano, do outro lado do Coal Harbour, encanta os visitantes desde 1889. Perto dali, vale a pena fazer um passeio no teleférico Skyride e apreciar a vista incrível do topo da Grouse Mountain.

13h00 – As baleias estão à sua espera

Termine a viagem com um momento alto num passeio para observar baleias na pitoresca vila de Steveston, que fica a caminho do aeroporto. Veja leões marinhos, golfinhos, orcas e baleias-cinzentas num momento inesquecível da sua viagem a esta cidade incrível.