Outras companhias aéreas

Clique no logótipo de uma companhia aérea para saber mais sobre os seus serviços.

  • Logótipo da American Airlines.
  • Logótipo da Finnair.
  • Logótipo da Iberia.
  • Japan Airlines.
  • Logótipo da US Airways.

Página de feedback

Seleccione uma resposta para a sua questão de feedback.

Para ajudar-nos a melhorar a qualidade das traduções do nosso website, pode avaliar a precisão das traduções nesta página?

 

medical-conditions

Página de feedback

Obrigado

Obrigado pelo tempo que dispensou para nos ajudar.

Viajar se estiver doente

Cruz branca sobre fundo verde.

Se estiver doente/tiver uma condição médica, viajar pode ser assustador, mas, na maioria das vezes, pode viajar sem fazer nada de forma diferente. Por vezes, pode ser necessário tomar precauções e esta informação vai ajudá-lo a entender o que precisa de saber.

Recomendamos ainda que compre um seguro médico adequado, já que as despesas médicas e os custos de repatriação podem ser muito caro, dependendo do país que estiver a visitar. Oferecemos-lhe a oportunidade de comprar um seguro de viagem como parte da sua reserva de voo, mas está disponível para apenas alguns países. Se estiver disponível, irá ver a opção quando estiver a confirmar e a pagar os seus voos.

Autorização médica e aptidão para voar - Estou em condições para voar?

No caso de algumas doenças/condições médicas, torna-se necessário falar connosco antes do seu voo para que possamos ter certeza de que está apto para voar.

Condições que podem requerer autorização médica:

  • doença recente, hospitalização, lesão ou cirurgia
  • condição médica instável actual
  • necessidade de oxigénio suplementar ou utilização de equipamentos médicos a bordo
  • viajar por razões médicas ou tratamento

É necessário preencher a primeira parte do nosso formulário MEDIF e pedir ao seu médico para preencher a segunda parte. Depois de ter enviado o formulário para a nossa Unidade de Autorização Médica para Passageiros (PMCU), podemos considerar o seu pedido e dizer-lhe se está em condições para voar.

Transfira o formulário MEDIF (pdf, 650kb, somente em Inglês)

Avaliamos a sua aptidão com base em critérios internacionalmente aceites, para que possamos garantir-lhe um voo seguro e confortável. Em alguns casos, pode solicitar informações adicionais ou pedir para viajar com um acompanhante médico ou com oxigénio suplementar.

Aptidão da Organização Mundial da Saúde para voar informação (pdf, 84kb, somente em Inglês)

Dados do contacto Passenger Medical Clearance Unit (PMCU)

A British Airways e a OpenSkies tem uma equipa de Autorização Médica de Passageiros que processa toda a documentação médica preenchida. Irão avaliar a sua aptidão para voar e aconselhar nesse sentido.

Dados do contacto Passenger Medical Clearance Unit
Telefone + 44 (0) 20 8738 5444
Fax + 44 (0) 20 8738 9644
E-mail

pmcu.pmcu@ba.com

collapsedmostrarVoar após uma doença ou intervenção cirúrgica

Dever ter bastante cuidado se estiver a pensar em voar depois de uma operação ou doença. Consulte o seu médico antes de reservar o seu voo para confirmar o seu parecer quanto à sua viagem de avião.

Os detalhes apresentados em baixo são um guia para o tempo mínimo que deve esperar antes de poder viajar, e deve informar-nos quanto ao seu estado de saúde; em caso de dúvida, contacte-nos.

Condição médica Pode viajar depois de: Pretende contactar-nos?
Cirurgia importante ao peito, abdominal ou craniana. Cirurgia ao ouvido médio. 10 dias  
Cirurgia às cataratas e cirurgia a laser à córnea. 1 dia  
Outras cirurgias aos olhos. Pelo menos 6 dias Se tiver sido submetido a gás introduzido no olho (por exemplo, para o tratamento do descolamento de retina),
contacte o nosso PMCU* que poderá pedir os relatórios do seu médico responsável.
Amigdalectomia. 6 dias  
Apendicectomia ou cirurgia laparoscópica abdominal. 4 dias  
Doenças cardíacas
Angioplastia Normalmente, pode voar 3 a 5 dias depois caso a intervenção tenha corrido bem. Contacte o nosso PMCU*
Cirurgia cardíaca. Se se sentir bem, pode viajar 10 dias depois, mas sugerimos que espere até 4 semanas, se possível.  
Ataque cardíaco. Não deverá voar no período de 7 dias e só então viaje de avião se tiver mesmo de o fazer. Recomendamos que aguarde decorridas 4 semanas.  
Pessoas que sofrem de angina. Se não tem ataques regulares, pode voar em qualquer altura, mas leve sempre a medicação consigo na sua bagagem de mão.  
Problemas de tórax
Asma estável. Pode viajar em qualquer momento, mas leve sempre os seus inaladores consigo na sua bagagem de mão.  
Bronquite crónica, enfisema ou outras formas de doença pulmonar obstrutiva crónica. Se consegue andar 50 metros, sem oxigénio e ficar sem fôlego, deverá estar apto para voar.
Se não conseguir andar tão longe, poderá necessitar de oxigénio suplementar durante o voo que deve ser pré-reservado.
Mesmo que tencione usar o seu próprio POC, contacte o nosso PMCU*.
Pneumotórax (pulmão deflacionado). Não pode voar, excepto se a doença tiver sido inteiramente tratada em, pelo menos, 7 dias. Contacte o nosso PMCU* se teve este problema no espaço de um mês antes da data na qual pretende voar.
Doenças neurológicas
Acidente vascular/derrame. Se se sentir bem e os seus sintomas estiverem estáveis ​​ou se estiver a melhorar pode voar decorridos 3 dias. Contacte o nosso PMCU* se teve um acidente vascular no espaço de 10 dias da data na qual pretende voar.
Epilepsia. Não deve viajar dentro de 24 horas de um grande mal epiléptico (convulsão).  
Doenças de ouvido
Infecção do ouvido ou sinusite. Não voe se sentir os seus ouvidos ou seios nasais bloqueados.
Pode sentir uma dor intensa ou perfurar o tímpano causando danos a longo prazo. O ar no ouvido médio e nos seios devem ser estabilizados quando voar, deixando que os seus ouvidos "desbloqueiem".
 
Outras doenças
Osso partido.

Se tiver um osso partido engessado, não pode voar no período de:

  • 24 horas se o seu voo previsto durar menos de duas horas
  • 48 horas se o seu voo previsto durar mais de duas horas

Se tiver gesso em toda a perna, pode viajar na nossa cabina Primeira Classe e Club World.
Para poder viajar em todas as nossas outras cabinas, terá de comprar um assento extra, com braços móveis, para que possa elevar a sua perna.

Em algumas circunstâncias, essas restrições podem não se aplicar, mas deve contactar o nosso PMCU* para discutir o seu caso particular.

Anemia. Se a sua hemoglobina estiver abaixo de 7,5g/dl, por favor avise-nos. Contacte o nosso PMCU*
Doenças infecciosas. O Regulamento Sanitário Internacional impede-nos de o transportar se sofrer de uma doença infecciosa em estado de contágio. Contacte o seu médico ou o contacte o nosso PMCU* para tomar conhecimento do período de infectividade da sua doença.
Viajar com uma escolta médica. Por vezes, mesmo quando o seu estado de saúde for grave, você poderá viajar, mas deve ser acompanhado por uma escolta médica. Recomendamos que faça a reserva através de uma empresa de assistência médica reconhecida e especializada neste tipo de serviço.  
*Passengers Medical Clearance Unit

 

 

collapsedmostrarOxigénio durante o voo

Se necessitar de usar oxigénio suplementar a bordo, deve fazer a reserva com antecedência. Apenas podemos fornecer oxigénio suplementar a um passageiro por voo, pelo que a disponibilidade pode ser restrita. O formulário de informação médica deve ser preenchido por si e pelo seu médico antes de podermos aceitá-lo a bordo. Não podemos fornecer este tipo de oxigénio em terra, em nenhum aeroporto.

Como obter autorização médica

collapsedmostrarViajar com medicamentos ou equipamento médico
  • Lembre-se de levar sempre a sua medicação na sua bagagem de mão e, se possível, na embalagem original.
  • Não podemos ajudá-lo a manter a sua medicação em estado frio. Fale com o seu farmacêutico acerca das suas opções.
  • Se for voar com equipamento médico, poderá ser necessário contactar-nos para obter autorização. Há mais detalhes mais abaixo nesta página.
  • Todos os equipamentos devem estar operacionais (bateria disponível), uma vez que não podemos garantir uma fonte de alimentação a bordo.
  • Na maioria dos casos, pode usar o equipamento médico autorizado a bordo, excepto durante o táxi, descolagem, aproximação e aterragem.
  • Se necessitar de usar equipamentos médicos essenciais no seu destino que irão exceder o seu limite de bagagem, contacte o nosso PMCU.

Se tiver quaisquer perguntas adicionais, contacte o nosso PMCU.

Nebulizadores

Pode usar um nebulizador com bateria a bordo, excepto durante o táxi, descolagem, descida e aterragem. Não é possível fornecer alimentação eléctrica.

Equipamento CPAP

  • Não necessita de autorização médica para viajar ou para usar equipamento CPAP para a apneia do sono.
  • Estes equipamentos podem usar um adaptador para ligar a um ponto de energia para portáteis se estiver disponível. Recomendamos o uso de uma bateria (célula seca) para ligar o equipamento apenas no caso do ponto de alimentação perto de seu assento não estiver a funcionar.
  • A potência máxima do nosso ponto de alimentação para portáteis é de 75 watts. Se a sua máquina precisar de mais energia, o ponto de alimentação irá desligar-se automaticamente.

Máquinas de diálise portáteis

Na maioria das vezes, pode levar este equipamento a bordo ou embalá-lo na sua bagagem despachada. Se isso significa que vai exceder o seu limite de bagagem gratuito, contacte o nosso PMCU caso contrário, poderão cobrar-lhe no aeroporto pela bagagem com excesso de peso.

Concentradores de oxigénio portáteis

Os Concentradores de oxigénio portáteis (POC) podem ser usados a bordo se forem aprovados pela Administração de Aviação Federal (FAA). O POC está incluído no seu limite de bagagem de mão.

Deverá contactar o nosso PMCU para obter autorização para viajar e certifique-se de que tem baterias suficientes que durem ao longo de toda a viagem, incluindo o trânsito e os atrasos.

Limite de bagagem de mão

collapsedmostrarEliminação de equipamentos médicos

Se tiver de deitar fora agulhas, lancetas, seringas ou cartuchos vazios de insulina a bordo, peça à tripulação pela caixa de eliminação; não deixe os itens no wc ou nas bolsas do assento.

collapsedmostrarTrombose do viajante (TVP)

A trombose do viajante ou trombose venosa profunda (TVP) é um coágulo que se forma numa veia, geralmente nas pernas. A investigação confirmou que se estiver sentado num avião, carro, autocarro ou comboio por mais de quatro horas, o risco de formação de coágulos sanguíneos pode aumentar.

Os factores que aumentam o risco de TVP incluem:

  • ter mais de 40 anos de idade
  • sofrer de TVP ou embolia pulmonar ou algum familiar próximo sofrer desta doença
  • uso de estrogénio-terapia, contraceptivos orais (a "pílula") ou terapia de substituição hormonal (TSH)
  • gravidez
  • cirurgia ou trauma recente, especialmente no abdómen, região pélvica ou pernas
  • cancro
  • algumas anomalias de coagulação do sangue herdadas e outras doenças do sangue

Se acha que um dos factores acima referidos pode afectá-lo, procure um médico antes de viajar. Pode ser aconselhado que meias de compressão ou medicação anti-coagulante podem ajudar a evitar a possibilidade de TVP.

Pode reduzir o risco de TVP se:

  • beber quantidades normais de fluidos
  • evitar álcool e cafeína
  • evitar fumar
  • evitar cruzar as pernas quando estiver sentado
  • caminhar ao redor da cabina regularmente
  • levantar-se na sua área de assento e esticar os braços e as pernas
  • fazer exercícios regulares para pés e pernas durante o voo
  • usar roupas confortáveis ​​folgadas quando for viajar
collapsedmostrarViajar quando está grávida

Entendemos que a gravidez não é um estado médico, mas para a sua segurança e do seu bebé, não pode voar depois:

  • o fim da 36ª semana se estiver grávida de um bebé
  • o fim da 32ª semana se estiver grávida de mais de um bebé

Após a 28.ª semana deve apresentar uma comunicação do seu médico ou parteira (ex., carta, atestado, para além do seu registo de gravidez), confirmando a sua data de parto prevista e que não existem complicações na sua gravidez.

collapsedmostrarOrientação para diabéticos

Se o diabetes for estável, pode voar sem restrições; no entanto, deve ser responsável por si mesmo durante a sua viagem.

  • Se atravessar fusos horários, certifique-se que sabe gerir o seu regime de insulina durante toda a viagem.
  • Deve levar a sua insulina na sua bagagem de mão, caso contrário pode congelar no porão.
  • A sua insulina deve estar na sua embalagem original, facilmente identificável​​ e acessível durante o voo.
  • Traga sempre consigo uma receita ou uma carta de apoio de seu médico para evitar atrasos na segurança ou alfândega.

Conselhos da Diabetes UK

collapsedmostrarAconselhamento para quem sofre de alergia alimentar

As alergias alimentares variam consoante o tipo e a gravidade. As alergias comuns incluem amendoins, nozes, glúten, leite, mariscos e morangos. Pode pedir uma refeição especial ou medicinal para excluir vários potenciais alérgenos como, por exemplo, frutos do mar, leite e glúten.

Viajar com alergias alimentares

Refeições especiais que podemos disponibilizar

Site da campanha anafilaxia

As reacções alérgicas graves a bordo são raras, mas se sofrer de uma alergia grave, pode querer considerar as seguintes precauções antes de voar.

Ambiente de cabina

Não podemos garantir uma cabina sem frutos secos, ou impedir outros passageiros de trazer a sua própria comida a bordo. Respeitamos as recomendações da International Air Transport Association (IATA) para passageiros sensíveis ao alérgeno de forma a assegurar que o seu voo seja o mais confortável possível.

Fale sempre com o seu médico antes de fazer a reserva da viagem para discutir os riscos potenciais e de que forma pode minimizar o adoecer durante a viagem. Se tiver sido prescrito um injector automático de epinefrina/adrenalina como Epipen, Anapen, Twinject ou Jext, certifique-se de que o traz consigo na sua bagagem de mão, claramente identificado e acessível durante todo o voo no bolso do assento ou em você. Recomendamos ainda que informe as pessoas em seu redor sobre onde guardou a medicação e o que fazer em caso de emergência.

Estar preparado

Fale com o seu médico sobre as muitas coisas que pode fazer para estar preparado no caso de entrar em contacto com um alérgeno.

São apresentados em seguida alguns exemplos para considerar:

  • Use uma pulseira de alerta médico.
  • Avisar a tripulação da cabina e as pessoas sentadas ao seu lado sobre a sua alergia.
  • Certifique-se de que a sua medicação está facilmente acessível.
  • A tripulação da cabina está treinada para reconhecer os sintomas de anafilaxia e administrar o tratamento, mas se estiver a viajar com familiares, amigos ou responsáveis, é expectável que o tratem primeiro.
  • Identifique claramente a sua medicação para mostrar a quem deve ser administrada.
  • Traga consigo um plano de tratamento de emergência e uma carta assinada pelo seu médico para que possa minimizar os atrasos na segurança no aeroporto, pois terá a sua medicação na sua bagagem de mão.

A British Airways não pode guardar a quente ou a frio qualquer alimento que possa trazer consigo, pelo que se prefere consumir a sua própria comida, alimentos não perecíveis são a melhor opção. Deve também verificar as diferentes leis de quarentena do seu trânsito e/ou destino no que diz respeito aos tipos de alimentos permitidos no país.

collapsedmostrarSpray na cabina

Somos obrigados pela Organização Mundial de Saúde (OMS) a pulverizar a cabina do avião no momento da chegada em determinados destinos para evitar o risco de insectos que espalham doenças altamente perigosas, como malária e dengue.

Nas rotas em que somos obrigados a usar o spray, a tripulação de cabina irá ler um breve comunicado avisando que a pulverização está prestes a realizar-se. Isto dar-lhe-á a oportunidade de tapar os seus olhos e nariz, se desejar.

O spray desaparece do avião em poucos minutos.

Conteúdo dos insecticidas

As pulverizações contêm piretróides sintécticos que são amplamente utilizados.

A Organização Mundial de Saúde (OMS) avalia a segurança de insecticidas e recomenda o uso dos seguintes piretróides sintécticos:

  • D-fenotrina que tem efeitos letais sobre pragas domésticas. É usado em mosquitos, moscas e baratas.
  • Permetrina que é um insecticida de amplo espectro utilizado contra várias pragas.

Nota: o avião quando entra na Austrália e na Nova Zelândia deve ser pulverizado duas vezes - inicialmente com o insecticida Permetrina residual e, em seguida, com um spray de Fenotrina.

Voos da BA que necessitam de desinfestação
Voos da BA que chegam ao Reino Unido
País Voos que partem de
Argélia Argel
Angola Luanda
Argentina Buenos Aires
Azerbaijão Baku
Bahamas Nassau
Brasil Rio de Janeiro, São Paulo
China Pequim, Chengdu, Hong Kong, Xangai
Egipto Cairo
Gana Accra
Índia Bangalore, Chennai, Delhi, Hyderabad, Mumbai
Jamaica Kingston
Quénia Nairobi
Libéria Monróvia (após partida de Freetown)
México Cancun, Cidade do México
Nigéria Abuja, Lagos
Arábia Saudita Jedá, Riade
Serra Leoa Freetown
África do Sul Cidade do Cabo, Joanesburgo
Coreia do Sul Seul
Tailândia Banguecoque
Uganda Entebbe
Voos da BA que partem do Reino Unido
Voos para: Voos que chegam a:
Argentina Buenos Aires
Barbados Barbados
Índia Bangalore, Chennai, Delhi, Hyderabad, Mumbai
Jamaica Kingston
Quénia Nairobi
Pontes aéreas da BA fora do Reino Unido
Voos que partem de: Voos que chegam a:
Antígua Tobago
Colombo Maldivas
Grenada St Lucia
Maldivas Colombo
Muscat Abu Dhabi
Porto de Espanha Santa Lúcia
Punta Cana Antígua
Singapura Sydney
Santa Lúcia Grenada
Santa Lúcia Porto de Espanha
collapsedmostrarClínicas de viagem MASTA e registos de vacinação

O nosso parceiro de viagens preferido para os serviços de saúde é MASTA (Medical Advisory Services for Travellers Abroad). Como empresa operadora de saúde, tem uma rede de clínicas de viagens em todo o Reino Unido. Fornecem aconselhamento e tratamento em viagem especializado, incluindo um serviço de imunização completo e uma ampla gama de medicamentos anti-malária.

Informações úteis sobre a sua clínica no centro de Londres

  • Situada perto de Oxford Circus em 52 Margaret Street.
  • Aberta seis dias por semana, fornecendo consultas e serviço de emergência.
  • Número de telefone para marcação: 0845 600 2236 (no Reino Unido).

Mais sobre MASTA e a sua rede de clínicas

Registos de vacinação de Clínicas de Viagem BA

Se for vacinado numa das nossas Clínicas de Viagem BA que fecharam portas antes em Agosto de 2006, podemos ter cópias dos seus registos de vacinação. Se precisar de uma carta de confirmação, escreva para o endereço apresentado em baixo, indicando o seu nome, endereço, data de nascimento, número de contacto e inclua um envelope com selo. Por favor, tenha em atenção que as informações serão verificadas apenas até 2002.

No entanto, fornecemos duplicados actuais de certificados de febre amarela. Escreva para o endereço apresentado em baixo, indicando o seu nome, endereço, data de nascimento, telefone para contacto, mês e ano de sua vacinação contra a febre amarela e anexe um envelope com selo. É cobrada uma taxa administrativa de £10 por este serviço que deve ser paga através de um cheque à ordem da British Airways Health Services.

British Airways Health Services - registos de clínica de viagem
British Airways Plc
Europe House
Waterside (HMAG)
PO Box 365
Harmondsworth UB7 0GB

collapsedmostrarInformações de saúde e vacinação

Visite o site da IATA para obter os requisitos de vacinação e informações sobre o seu país de viagem e qualquer informação médica que precise de saber antes de voar.

IATA Travel Centre